Negacionismo e Narcisismo

 Negacionismo e Narcisismo



O que é negacionismo?

Negacionismo é um termo utilizado para descrever o conjunto de idéias e atitudes de pessoas que negam a ciência e as regras da natureza mesmo estando encarnados e sujeitos a elas. No entanto, isto chega a um extremo a ponto de arriscarem ou perderem a própria vida e a dos outros. São atitudes e crenças que levam à irresponsabilidade.

Quem são os negacionistas?

Os mais perigosos são os que fabricam as fake news e as teses de negacionismo. Eles são psicopatas e possuem motivação nefasta de dominação de grupos para conseguir fortunas, conseguir dar vazão a instintos psicopáticos (por exemplo, matar, torturar, estuprar, prostituir, roubar, fazer atividades ilegais, contrabando, tráfico...), atingirem o poder ou se manterem no poder através da manipulação das mentes e dos corações dos narcisistas. Estes podem ser fanáticos políticos extremistas da direita, líderes evangélicos, católicos conservadores, espíritas conservadores, militares, policiais, médicos, filósofos, os QAnon Nova Era.

Existem os negacionistas que são meramente manipulados. Tem muitos amigos ou colegas de trabalho que são negacionistas e recebem muitas fake news e acabam acreditando porque essas amizades ou esse convívio com estas pessoas dava alguma satisfação anteriormente. Eles podem ter um pouco de medo apenas. Falta-lhes um pouco mais de confiança em si mesmos para poderem enxergar que estão sendo manipulados e não dependem emocionalmente destes amigos ou colegas ou parentes. Estes conseguem sair deste esquema negacionista.

Já os “evangelizadores” são os que se apresentam com uma “autoridade”, uma “liderança”, uma arrogância a ponto de se acharem especialistas em assuntos nos quais são completamente ignorantes. Comportam-se como os salvadores, precisam espalhar as fake news pelos quatro cantos do planeta. Precisam afirmar sua “autoridade” discutindo com todos os especialistas reais nos assuntos que eles acreditam que são “sábios”. Ao contrário de Sócrates e das pessoas realmente sábias que compreendem que quanto mais avançam em conhecimento, mais percebem que não sabem, os “evangelizadores” se portam como os portadores da verdade, aqueles que sabem de tudo. São “gênios” incompreendidos. Há um estudo que demonstra que quanto mais ignorante uma pessoa é, mais ela acha que é um gênio em algum assunto. Estes podem ser apenas narcisistas com o ego manipulado por pessoas mais perversas. Há muitos narcisistas espirituais neste grupo (terapeutas, canalizadores, escritores de livros esotéricos, psicólogos). E também racistas (neonazistas integram este grupo). 

E citando os instintos psicopáticos, infelizmente alguns dos narcisistas manipulados aprovam estes instintos e tem também estas vontades inibidas. Quando seus líderes assumem o poder, extravasam estes instintos.

A Manipulação

Esta filosofia visa manipular estas pessoas pelo ego narcisista delas. O narcisista precisa sempre se sentir mais que os outros, o centro das atenções, as pessoas mais evoluídas do planeta, pois são competitivos, sempre tem que estar por cima. Os salvadores da Terra. Transformam vilões em heróis. Os militares adoram estas teorias porque como eles tem as armas, podem então utilizá-las para serem os heróis. No entanto, num mundo de paz, as armas vão sumindo.

Os negacionistas dizem estar “fora do sistema” e isso também é um apelo perigoso e falso. Como podem pessoas realmente fora do sistema aprovarem o porte de armas e darem dinheiro para a indústria armamentista? Já vi um desses dizer que queria se armar até os dentes por medo de ser perseguido.

As pessoas que adotam estas teorias querem que você acredite que existe um lado bom em todas as pessoas inclusive nestes líderes psicopatas. Utilizam jargões como somos todos um para incluí-los, dizem que se eles te irritam (como não se irritar com psicopatas), então você tem uma parte deles em você.

A Teoria do COVID19 e o Narcisismo

O narcisismo (ver “Narcisismo Espiritual”) é um transtorno de personalidade em que a pessoa precisa ser melhor do que os outros, precisa sentir-se superior.

Este tipo de teoria faz com que estas pessoas pensem que então eles são os seres mais evoluídos da face da Terra, a última bolacha do pacote imunes a tudo. Não pegarão o COVID19 ou se pegarem será uma gripezinha. E pegando uma vez, já estarão imunes e não pegarão de novo. Sim, eles se sentem superiores, são os maiorais da humanidade.

Utilizam-se de jargões evangélicos como a fé ou Jesus vai curar ou você não vai pegar mesmo sem usar máscara. Ou se são esotéricos Gratiluz, dirão que o que você pensa, você atrai e é só pensar positivo que você não vai pegar.

Se você está num grupo em que muita gente não usa máscara e você usa, se começam a adoecer, eles dirão que você que usa máscara é que é o culpado porque você atraiu por pensar negativo. Eles que pensam positivo e estão sem máscara não são os responsáveis por passar o vírus.

Dizem que a máscara de tecido mata por provocar asfixia (eu vi um vídeo com essa notícia falsa). Utilizam truques ridículos para retirarem a máscara, como uma juíza fez num vídeo demonstrando como poder ficar sem máscara num shopping, comendo um sorvete.

Os negacionistas espalharam uma teoria: É melhor fazer a “Imunidade de rebanho, pegar o vírus é melhor que a vacina. Todos pegam e morre quem tem que morrer.”

Estão dizendo agora que os médicos que defendiam o tratamento precoce estão morrendo para serem silenciados quando estão morrendo com COVID19 e não porque o tratamento precoce não funciona.

E defendem que não é para as pessoas tomarem vacina porque ela seria a marca da besta ou então conteria microchip, implante ou cristal que levaria a controle mental. Provavelmente feito pela internet 5G que os QAnon adoram falar que faz muito mal. Ou que a vacina modifica o DNA da pessoa.

A falta de empatia é tanta que vou narrar um episódio verídico. Um amigo foi a um centro que já frequentei faz muito tempo e lá um médico negacionista está como responsável. Ele, a esposa se assustaram com a maioria sem máscara. Numa outra sessão, o médico começou a fazer uma pregação de que a pandemia não existe. Meu amigo pediu a palavra para ir lá na frente falar. Ele disse que três primos dele morreram com COVID19. De verdade mesmo, agora na segunda onda. Riram dele. RIRAM dele e ainda o humilharam depois dizendo “Aceita que dói menos” com tom de escárnio.

Eles estarão livres do controle mental, assim como os políticos da extrema direita (Trump, Bolsonaro), os pastores evangélicos como Edir Macedo. Se eles pegarem e passarem para as pessoas do grupo de risco, o pessoal do grupo de risco tinha que morrer mesmo. Seleção natural, a “sobrevivência do mais forte”. Quando você conversa sobre as mortes de pessoas que você conhecia, eles reagem com frieza como se nada de importante tivesse acontecido (Já aconteceu comigo).

Na Inglaterra e nos Estados Unidos negacionistas chegaram a negar serem intubados por acharem que é a ventilação mecânica que está matando. Estas pessoas morreram. 

E há também fake news circulando dizendo que todas as pessoas que morreram com COVID19 morreram nos hospitais, dizem que são os hospitais que estão matando. Em verdade, pelo menos 10 mil pessoas morreram em casa nos Estados Unidos apenas. 

Imaginem. Vão recusar a vacina, estão recusando a ventilação mecânica e poderão se recusar a ir para os hospitais precisando de oxigênio. 

A Verdade

Na verdade, o termo imunidade de rebanho foi muito mal empregado. Imunidade de rebanho foi usado para populações vacinadas, que então fazem uma barreira para as pessoas que não tomaram a vacina. Não tem nada a ver com pessoas que pegaram o vírus infecção formarem uma barreira para quem não foi infectado.

No entanto, este vírus não garante a imunidade em quem pega uma vez. Pessoas estão pegando o vírus pela segunda e até terceira vez. Logo, pegar o vírus não serve como vacina. Logo, a pessoa pode continuar transmitindo e pegando novamente.

A vacina para o coronavírus faz com que a pessoa não desenvolva a doença ou se pegar, desenvolva de uma forma bem mais leve e não chegue a formas graves. Portanto, ainda podem transmitir para as pessoas que não tomarem vacina. Mesmo a vacina do COVID19 não serve como modelo para imunidade de rebanho por conta da transmissão.

Os negacionistas acreditam que depende do medo. Só que muita gente desde o começo disse que era só uma gripezinha e tomaram remédios e morreram. Pessoas que perderam o medo depois de pegarem o vírus uma vez, pegaram de novo e de forma pior, sei de pelo menos uma pessoa que foi intubada da segunda vez, por estar com insuficiência respiratória. Saiu da intubação com o braço paralisado de sequela.

O que estas pessoas fazem é confundir coragem com imprudência. Um homem, surfista ou pescador, pode resolver entrar no mar com um ciclone já anunciado só pelo prazer de ter ondas grandes por exemplo. Mas o alerta já foi dado e há uma tempestade. Os alertas existem por existir risco de vida. Não só de quem se arrisca, mas de quem terá de fazer o resgate se precisar. O sujeito entra no mar mesmo com os alertas para ciclone, com a tempestade em curso e os ventos muitíssimo fortes. Fica duas horas nadando a deriva até conseguir chegar na praia. Ele pode achar que é um herói incrível e que tem um poder além do normal por ter sobrevivido, mas não quer encarar o fato de que na verdade foi imprudente.

O que está em jogo nesta pandemia não é se livrar do medo. É compreender sua função, que é de nos preservar e preservar a vida dos outros. É demonstração de humildade e respeito ao próximo, amor ao próximo fazer o isolamento, usar máscaras e tomar a vacina. Este medo que preserva é o que nos torna prudentes, responsáveis, adultos e empáticos.

Estas mesmas pessoas que se dizem estar sem medo, ao mesmo tempo querem portar armas para ameaçar os outros ou até matar justamente porque tem medo do outro, consideram os outros perigosos. Logo, não podem dizer que são espíritos superiores que se livaram do medo.

Uma pergunta então:

Estas pessoas que se acham imunes e que não se importam em passar o vírus para os outros. Eles sabem que podem passar para outras pessoas e que pode chegar nos grupos de risco. Estas pessoas que parecem não se importarem quando você diz que alguém que você conhece morreu ou está muito doente ou sofreu muito por conta do COVID19. Eles tem empatia? Eles tem respeito ao próximo?

Estatísticas do Futuro

Existe um livro que foi escrito em 2014 que fala sobre a pandemia de 2020, mas foi algo que a escritora considera inusitado, nem ela imaginava que algo assim aconteceria.

Ela diz que a pandemia ocorreria porque a humanidade não entrou na terceira guerra mundial e nem entrará. No entanto, teria de passar por alguns ajustes.

Esta pandemia seria provocada por um vírus e só no campo as pessoas ficariam livres da mesma. Tenho de fato amigos que foram para o campo para ficarem longe da pandemia por algum tempo.

A carne poderia ficar contaminada. Há relatos de contaminação mas seria das embalagens das carnes e de pessoas nos frigoríficos.

Um terço da humanidade seria afetada pela pandemia, muitos ou a maioria destes seriam aqueles que não tem amor ao próximo.

É claro que muita gente morreu não por conta disso. Muitos são profissionais de saúde e da linha de frente que estavam servindo ao próximo. E outros que até tomaram as precauções mas foram contaminados por um descuido ou mesmo por pessoas imprudentes que estavam junto.

Há no Brasil segundo pesquisas quase 30 % de pessoas que dizem que não querem se vacinar, levadas pela onda negacionista e antivacina. Muitos estão sendo influenciados pelo QAnon. Se já eram negacionistas, não se importam de fato em passar o vírus para a frente. E se acham imunes para não precisar de vacina. Se acham superiores. Essas pessoas são aproximadamente 70 milhões só no Brasil. 30 %  é praticamente um terço da população do Brasil.

Considerando que quando todos os que quiserem ser vacinados tomarem as vacinas, todas as pessoas já não estarão mais usando máscaras. O vírus passará para todas as pessoas que entrarem em contato. Os assintomáticos também transmitem o vírus, logo não será possível se proteger. Este um terço que não tomou a vacina vai pegar. E podem pegar várias vezes. Assim, acabarão por adoecer e ter sequelas. Se não morrerem, morrerão mais cedo por conta das sequelas. As sequelas podem dar até demência, alterações no cérebro, fibrose pulmonar, paralisias, miocardite, arritmias. Ainda assim não estou mencionando todas as sequelas.

Logo, pelo menos no Brasil, um terço da população realmente pegará o vírus por conta de não tomarem a vacina.

Em um estudo dos chineses, 40% das pessoas que pegaram o COVID19 desenvolvem a forma leve. 40% desenvolvem a forma moderada. Não precisam de internação. 15% desenvolve forma grave que precisa de oxigênio por catéter ou máscara, não necessariametne intubação com ventilação mecânica. 5% precisa de internação na UTI e uma parte destes 5% precisa de intubação com ventilação mecânica. 

Os negacionistas estão negando a vacina, negando a ventilação mecânica e já existem fake news falando que não existem mortes em casa por COVID19, que todas foram nos hospitais como se os hospitais que matassem. Logo, poderão se recusar a procurar os hospitais, mesmo precisando de oxigênio. 

Sem oxigênio mesmo por máscara ou catéter, sem precisar de ventilação mecânica, muita gente desse grupo começará a entrar em insuficiência respiratória, porque era o oxigênio que estava mantendo tudo funcionando e não cansando tanto os músculos da respiração. 

É provável que estas pessoas depois da vacinação ocorrer, comecem a procurar apenas pessoas antivacina para se relacionarem. Procurarão apenas pessoas do meio das terapias espirituais e de desenvolvimento espiritual (igrejas, centros, casas de rezo) que sejam antivacina afinal os microchipados não podem estar limpos espiritualmente. E procurarão médicos antivacina porque os que foram vacinados provavelmente vão fazer mal a eles na cabeça deles. Até porque estão tão paranóicos que acham que vai ter campo de concentração para antivacinas. 

Um pesadelo recorrente que eles tem é que as pessoas esteriam se tornando zumbis. Há um livro do QAnon "QAnon and Zombies: The Origins" que fala que as outras pessoas que não eles estariam se tornando zumbis e que eles teriam que pegar em armas para matar todos os zumbis. Lembra de alguma coisa? O filme "Walking Dead" (que muitos QAnon adoram assistir) e videogames apocalípticos que dão armas para as pessoas enfrentarem zumbis. Essa dos pesadelos e dos zumbis essa mesma amiga que falou que existirão campos de concentração para antivacinas me contou. Nos Estados Unidos, já aconteceu de um QAnon enlouquecido entrar numa loja armado e atirando achando que ali, segundo a conspiração, era um centro de pedofilia da cabala escura. 

Quem viver verá.  

Comentários

Postagens mais visitadas