terça-feira, 14 de julho de 2015

Receita de Detox de Pessoas Tóxicas

Receita de Detox de Pessoas Tóxicas

Erva Venenosa (Rita Lee)  

 

Pessoas tóxicas. Quem nunca encontrou uma. Algumas são típicas serpentes como a Erva Venenosa cantada por Rita Lee. Outras são menos conscientes do que são e talvez precisem de ajuda. Geralmente estas pessoas nos fazem ter esta vontade aqui:



Outras vezes somos nós mesmos que estamos assim. Porém tem gente que se comporta desta maneira o tempo todo. Se as pessoas estão assim, então precisamos nos distanciar. Podem ser amigos, familiares, colegas e chefes. Muitas vezes não tem jeito, temos de conviver. Então, o que fazer para se desintoxicar?

Primeiro precisamos reconhecer.

Quais são os comportamentos das pessoas tóxicas?

Como você conhece uma pessoa tóxica? Você acha que as pessoas tóxicas se escondem? Algumas vezes elas estão isoladas em ambientes onde as pessoas não são tóxicas porque ninguém aguenta. A não ser que ela esteja num ambiente em que todos sejam tóxicos, pode ser que ela tenha bastante amigos ali. Elas não se escondem exatamente. Elas podem se fazer de normais e se oferecem como amigos, até fazem favores para se aproximarem porque se nutrem da energia alheia.

Geralmente as pessoas tóxicas não tem limites. Elas querem grudar nas pessoas, querem impor suas verdades, querem espaço na sua casa, querem mandar na sua vida, saber da sua vida íntima. Eles são invasivos, perseguidores, grudentos. Podem querer morar na sua casa, encostar na sua renda. "Entra na minha casa, cuida da minha vida, mexe com minha estrutura..." isto aí, só Jesus. Outras pessoas na sua vida, não.

Outra coisa que você sente é que eles sugam sua energia. Se você sente cansaço, sono demais, são sinais.

Já viu a pessoa com aquele sorriso sarcástico de satisfação porque o outro está sofrendo? É outro sinal. Falam que tem inveja dos outros? Pessoas tóxicas não gostam da felicidade alheia. Sim, estas pessoas são tristes.



Quais são os tipos de pessoas tóxicas? 

O Egoísta

O egoísmo é a base de todo o mal. Todos tem um pouco de egoísmo, apenas os santos estão livres disto. Egoísmo vem de EGO. Querer para si, por causa do medo primordial, da separação primordial do todo.


Todos os outros tipos são variantes do egoísmo, exacerbado em algum aspecto.

O Narcisista

Cuidar de si mesmo é importante. Fazer exercícios físicos e cuidar da saúde é importante. No entanto, se não há a mínima consideração com os outros, isto pode ser um sintoma.

O narcisista é um egoísta exacerbado e que se concentra na sua auto-imagem, muitas vezes a física. Malhação excessiva, cirurgias plásticas frequentes, muitos selfies, muita ostentação são sintomas de narcisismo. O narcisista não escuta a ninguém e só fala de si mesmo, está sempre se exaltando. Ele não se importa com o sentimento dos outros e não consegue se colocar no lugar dos outros. Adora ser o centro das atenções e gosta de aparecer. É um ego inflado. Mimar demais os filhos, colocá-los sempre como o centro das atenções, fazer tudo o que eles querem pode resultar nisto.



Alguns narcisistas estão presentes no mundo do espiritualismo. Muitos querem a validação de autoridades espirituais de sua superioridade perante os outros ou se comportam como o centro espiritual de todo o universo, sabedores de toda a verdade. Podem dizer uma coisa e agem completamente diferente do que dizem. Estão ali apenas para o aplauso. O mundo da fama e da celebridade vazios podem ser o palco para estas pessoas, com ou sem talento.

Quer saber se alguém é narcisista? Está em dúvida se você é narcisista? Faça aqui o Teste de Narcisismo .

O Invejoso

Admiração é algo benéfico e faz com que a pessoa melhore para conseguir algo ou alguma qualidade que vê em outra pessoa. No entanto, a inveja é diferente. É cobiçar o que o outro tem, porém fazê-lo perder o que tem, fazê-lo ser infeliz.

O invejoso é um frustrado. Olha para a vida do outro e deseja o mal e que o outro perca o que tem. Não sabem o que o outro passa para conseguir o que tem. Adoram notícias ruins dos outros. Narcisistas frustrados se tornam altamente invejosos.



Um artigo científico interessante sobre a inveja é este aqui:

A Inveja Desvendada

O Arrogante (O Dono da Verdade; O Orgulhoso)

Ele é mais do que os outros. É um orgulhoso. Sempre está certo, o dono da verdade. Humildade é o contrário deste ser. Já que é o dono da verdade, discutirá com os outros para provar o que pensa. Este aqui vai jogar a culpa de tudo nos outros, afinal ele é perfeito. Minorias são acusadas de todo o mal, raças inferiores, outras religiões, todos os que são diferentes dele tem que levar a culpa deste ser tão perfeito. O mais assustador é quando isto se torna comportamento de grupo ou a moral do rebanho.

Fanáticos religiosos e de qualquer outro campo se encaixam aqui.



O Magoado

Magoei... Bem, todo mundo tem um grau de mágoa. Mas é preciso perdoar, senão a mágoa, o ressentimento e a rejeição gastam energia e podem se transformar em raiva. Algumas pessoas se tornam raivosas e sempre que encontram quem elas acham que provocou a mágoa atacam o outro e se comportam de maneira destrutiva. Geralmente quem não quer perdoar se comporta como vítima. Porém isto tem solução, com diversas técnicas e diversos tratamentos holísticos.

O Mandão (O Controlador)

Algumas vezes o controle vem do medo. Pais que tem medo do que pode acontecer com os filhos podem tentar controlar um pouco até que os filhos tenham autonomia.



No entanto, em excesso, é uma variante do arrogante. O mandão acha que sabe de tudo e quer que tudo seja como ele quer. Tem uns que querem mandar na vida do amigo. Acham que mandam em quem o amigo tem que gostar ou não, acham que podem mandar na vida dos outros. Não respeitam o sentimento dos outros.

O Competitivo


Uma coisa é a pessoa querer competência no sentido de fazer as coisas funcionarem (competência em espanhol quer dizer competição). Outra coisa é querer sempre ser melhor do que os outros.

O competitivo pode ser o narcisista, o invejoso e o arrogante ao mesmo tempo. Nossa sociedade preza pessoas assim, que precisam estar sempre acima dos outros (arrogância), precisam ter mais do que os outros hoje em dia a ponto de ostentarem (inveja), precisam ser o centro das atenções (narcisismo). Pessoas que estão sempre competindo com os outros são cansativas. Convidam os outros apenas para jogar algum jogo, inventam competições o tempo inteiro. Provavelmente nem sabem o que realmente querem porque só fazem algo para serem mais do que os outros. Vão fazer o que está na moda para não serem excluídos. Estão sempre invejando os outros e se precisam estar sempre por cima, os outros tem que perder e portanto precisam sofrer e não serem felizes. O competitivo só tem amigos que possam ser bem vistos pela sociedade ou então são amigos capacho, os quais estão do lado, porém eles sempre se comparam e tentam ser melhores ou gostam de rebaixar os amigos capacho. Se você está se sentindo um amigo capacho, saia dessa, você não foi feito para ser pisado.



Imagine que o narcisista competitivo e extrovertido é o contrário e oposto do empático super sensível e tímido. Os empáticos acabam por entrar em depressão num mundo tão esquisito e egoísta.

O Fofoqueiro



Este aqui se aproxima, oferece amizade, muitas vezes é simpático e tem lábia e assim consegue extrair informações. Onde você foi? Com quem? Está em que trabalho? O que tem feito? Quer saber de tudo. Quer cuidar da sua vida invadindo seus segredos íntimos. Pode até falar da própria vida, abrir suas histórias íntimas até sexuais, para que você se sinta a vontade e revele as suas histórias. Um alerta é quando ele começa a falar dos outros coisas que seriam perigosas para outros saberem mesmo que seja verdade. Uma fofoca não é necessariamente mentira, podem ser suposições, mas sempre tem um cunho negativo para denegrir a imagem do outro. Sim, geralmente o fofoqueiro é invejoso, algumas vezes é competitivo. O assunto do fofoqueiro é a vida alheia porque ele não está satisfeito com a própria vida. E o pior fofoqueiro é aquele que procura criar intriga e afastar os outros. Cuidado com quem quer uma amizade exclusivista, parece que de repente você virou a propriedade única da pessoa. Nossa sociedade se nutre de revistas de fofoca, notícias de fofoca na TV e internet e de paparazzi. E tem pessoas que acham que fofocar é um ato social e adoram sair para se reunir e fofocar. Mas estas pessoas tem um nível muito baixo.





O Preguiçoso

Uma coisa é você de manhã estar com preguiça de acordar. Outra é esta pessoa descrita aqui. Este tipo aparece se oferecendo como amigo ou quer dar em cima de alguém para se encostar, ir morar na casa do outro até fingindo ser o amor da vida da pessoa, mas para ter um lugar bom para morar ou desfrutar da grana de alguém. Se são desinteressantes e sem papo, só conseguem fazer de vítimas as pessoas muito carentes. Mas se são enganadores e tem um papo envolvente, podem convencer pessoas desavisadas. Eles aparecem com propostas de trabalho fora da realidade para se sustentar e geralmente são trabalhos bem leves ou praticamente nenhum trabalho, enrolação. Dá para perceber que existe muita gente assim em diversos setores da sociedade. Infelizmente na nossa sociedade derivada da escravidão o trabalho para muitos não é sinal de prosperidade ou dignidade e sim de inferioridade, principalmente se for trabalho físico. Geralmente os preguiçosos são invejosos porque quem trabalha consegue o que quer. O preguiçoso gosta de ostentar para se dizer mais do que os que trabalham.



O Queixoso (A Vítima; O Crítico)

Nós podemos ter crenças de vitimização de que somos sempre atacados por psicopatas por exemplo. Ou mesmo quando alguém se encontra numa ansiedade muito grande não consegue enxergar o lado mais calmo da vida, passa por uma fase de pessimismo (do jeito que as coisas estão muita gente ainda vê as coisas deste jeito). Quando há magoas e a pessoa não quer perdoar, pode se comportar como vítima. Neste caso, há tratamento para a mágoa. Mas isto é diferente deste tipo que é o queixoso.

O queixoso é um pessimista e sempre vê a vida no lado vazio do copo. Pode estar com raiva de tudo e todos estão contra ele, pode ser uma vítima também. Tudo é ruim. Todos não prestam. Nada vai dar certo. Quando as queixas são somente contra o outro, podem ser resultantes de alguém competitivo que quer fazer o outro se sentir mal e rebaixado, queixa-se sempre do outro, do companheiro, a culpa é sempre do outro. Ou pode ser um perfeccionista que não consegue compreender que não existe a perfeição. Se é um preguiçoso que se faz de vítima, será também invejoso.



Alguns que gostam de serem vítimas podem ter doenças físicas com fundo psicológico que pioram exatamente na hora que convém para que continuem parasitando alguém. Muitas destas pessoas não querem a cura, elas tem um ganho secundário. Podem pular de terapeuta para terapeuta e nunca resolvem. Algumas vezes resolvem, mas é necessário muita persistência e defesa energética, pagamento das terapias, não deixar ser via de mão única.

E tem aqueles que adoram estragar o que é do outro sendo sempre do contra, criticando, na internet eles tem o nome de troll.

O Sanguessuga

Este aqui está sempre pedindo alguma coisa e nunca devolve nada. Empréstimos, favores, assistencialismo... E quando tudo isto junta com o ser preguiçoso... É uma variante da vítima.

O Mentiroso

Todo mundo tem algum grau de mentira nem que seja por educação. Tem gente que apenas conta "causos" como as histórias de pescador. E tem também graus de cinismo e hipocrisia nas pessoas. Mas passando disto, vamos para a outra categoria.



O Manipulador (O Malandro)

A variante do mentiroso patológico. Uma figura típica é a do personagem vivido por Jim Carrey em "O Mentiroso". É aquele que usa a mentira para tirar vantagem dos outros, roubar, matar ou se esquivar da culpa. Tem gente que até finge ser outra pessoa para conseguir o que quer. Infelizmente vamos admitir que nossa sociedade está muito doente e precisamos melhorar muito. O manipulador reverte todas as informações a seu favor mesmo que ele esteja acabando com a outra pessoa. Ele sempre é a vítima e o outro é o culpado. Aqui um artigo sobre comportamentos manipuladores: Como Identificar Comportamentos Manipuladores



O Psicopata

O pior tipo de todos é o psicopata. Geralmente o psicopata é  narcisista, egoísta, competitivo, manipulador, mentiroso, fofoqueiro, invejoso, se acha o máximo e se faz de vítima quando lhe convém. Ou seja, são todos os tipos numa pessoa só. Algumas vezes são também preguiçosos e adoram dizer que tiraram vantagem dos outros para estar onde estão e farão de tudo para escravizar os outros. Gostam de ostentar e de aparecer e adoram ter poder sobre as outras pessoas. Podem se utilizar de todos os métodos anti-éticos, desde a chantagem, a agressão física, verbal, psicológica, sexual até a magia negra. Corrupção, assassinato, crimes, tudo o que se pode imaginar de errado. Percebe-se que nossa sociedade mantém no poder este tipo de toxicidade cancerígena.

Se alguém suspeita que o cérebro reptiliano é responsável por estes comportamentos tóxicos, acertou. É por isto que estas pessoas são denominadas tóxicas, porque soltam veneno como as cobras.

Como fazer o detox das pessoas tóxicas?

1. Extrato, cápsula, suco e chá de Não

Não, isto não é extrato de Noni. É extrato de Não. Você vai precisar de muito extrato de Não.

A primeira coisa é se afastar. Diga não. Não deixe a pessoa continuar na sua vida. Para prevenir, não permita que pessoas invasivas entrem na sua vida, estabeleça limites.


Quando você se afastar, a pessoa vai reclamar e algumas vezes vai ficar com raiva. Não tem muito jeito. Diga o que viu de errado e saia. Quem tem que resolver o comportamento tóxico não é você.



Desconfie de quem oferece amizade. A amizade vem aos poucos e a confiança vai sendo construída.

Você não precisa falar da sua vida, dizer o que quer, o que tem. Reserve isto para si. Preserve sua vida íntima. Não tem que contar para quem te conta da própria vida. Sua vida não é um livro aberto. E pra quê saber da vida dos outros? Cada um cuida da sua própria vida. Cada um sabe da sua própria vida.

Não precisa ir para a casa do outro e nem abrir sua própria casa. Espere.

Você não precisa ajudar a todos. Isto é impossível. Não é sua obrigação. Você não precisa emprestar dinheiro para os outros. Se você tem algum comportamento co-dependente, procure ajuda. Anjos encarnados tem esta tendência de ficar ajudando todo mundo.

A porta é estreita porque você só consegue salvar a você mesmo, só entra um de cada vez e é com o trabalho próprio, cada um dentro de si mesmo, reforma íntima.

2. Suco verde de proteção e cuidados

Se estiver se sentindo muito pesado ainda e se não tem jeito, se tem que conviver com a cobra, faça a proteção energética que você conhece, do Reiki, do Theta Healing ou de qualquer outra prática espiritual. Visualização, tantas outras. Tome banho de sal grosso. Use aromaterapia ou outras terapias alternativas para se desintoxicar. Reserve um tempo para você se cuidar.



Como está sua auto-estima? Você está se cuidando? Cuide-se, da sua saúde física, espiritual, mental. Não se deixe pisar, você não merece isto. Se for necessário ficar sozinho por um tempo, para aprender a estar sozinho sem dependência, fique. Para saber do que você gosta, para aprender a se gostar.

3. Exercício com trabalho físico, mental e espiritual

Trabalhe e honre quem trabalha. Prefira a honestidade do que a mentira. Pague suas contas. Seja independente.

4. Limpeza do fígado (detox da raiva)

Perdoe-se, perdoe os outros, pare de guardar rancor e raiva. Seu fígado agradece.

Retire suas culpas, pense na vida como um aprendizado e não uma competição de perfeição. Pare de cobrar dos outros.

Cultive sentimentos de gratidão e alegria. Entre em contato com a beleza e com a natureza.

Aproxime-se de pessoas mais alegres e peça a Deus para encontrar estas pessoas.

Como evitar que meus filhos se tornem pessoas tóxicas?

Este é um tópico preocupante na sociedade atual. Os valores todos invertidos que favorecem as pessoas tóxicas (por isto tantas doenças e tanta destruição), o trabalho excessivo e a culpa dos pais.

A falta de atenção no cuidado com o físico, o emocional e o espiritual das crianças, a falta de companhia de outras crianças e o brincar em conjunto são fatores que estão criando mais pessoas tóxicas.

Por outro lado, mimar demais por culpa ou por herança de educação também levam a este tipo de doença.



Mesmo que o filho seja único, ele precisa conviver com outras crianças e precisa aprender a não ser o centro das atenções sempre. Precisa aprender a compartilhar e não a competir. Precisa aprender a respeitar os outros em todos os sentidos. Precisa ter mais empatia, saber como os outros sentem.

Precisa de regras e de respeito ao limite dos outros e de si mesmo. Precisam ouvir um "não". Os pais tem este papel de dizer não. Senão fica uma pessoa tóxica sem limites ao crescer.

Ao mesmo tempo precisam de autonomia, auto-confiança, precisam aprender a se cuidar e a se gostarem. Precisam aprender a gostar dos outros e a respeitar as diferenças. Precisam aprender que eles são responsáveis por si mesmos.

É muito importante os pais perceberem que podem estar criando preguiçosos se mimarem demais os filhos e não derem tarefas para eles cumprirem. Lavar louças, varrer a casa, regar as plantas, lavar o banheiro, cozinhar, fazer a cama são coisas importantes até para desenvolvimento do caráter e do entendimento que tudo na vida é obtido com esforço próprio.

Já está assustador o suficiente ver isto aqui:



Finalmente, dê valor a quem merece. Não confie no que a mídia e a sociedade impõem, porque tudo está muito caótico e invertido, ensine isto a seus filhos.

LINKS RELACIONADOS

O Cérebro Reptiliano e o Ego

sexta-feira, 10 de julho de 2015

As 7 Características de Um Livre Pensador

As 7 Características de Um Livre Pensador

Todos nós temos um grau de admiração pelos pensadores inovadores que estiveram adiante de seu tempo ou por aqueles indivíduos de espírito livre que tiveram a coragem, a vontade e a visão de falar o que pensavam apesar de arriscarem serem rotulados como não conformistas e serem marginalizados pela sociedade.

Bem, a verdade é os livres pensadores não enxergam isto como ameaça. Na verdade é esta maneira de pensar que os faz ser o que são. Livres pensadores respiram e prosperam nas margens da sociedade onde a estrutura e o caos fazem fronteira. Se você quiser ser um livre pensador, abrace o caos, a inovação, a mudança que quebra paradigmas e o não conformismo. Livres pensadores vivem nos limites de um colapso social. Eles vivem no limite, longe da normalidade anestesiante e do controle institucionalizado.
Eles não estão presos pelas paredes rígidas da visão mundial dominante. Eles não tem medo da mudança, da pobreza ou da conspiração. Se você quer libertar o seu modo de pensar e se tornar um agente da mudança e da inovação, existem algumas coisas que você precisa reconhecer e entender.


1) Criatividade é o seu direito nato

Nós estereotipamos os livres pensadores como artistas boêmios que são diferentes do resto de nós. Isto é muito falso. Todos nós nascemos com o dom da criatividade. A educação, ou melhor, o sistema educacional retirou com sucesso de nós esta nossa condição natural. O sistema educacional nos moldou a sermos imagens mecânicas e reducionistas da humanidade – como dentes das engrenagens. 

O sistema educacional é desenhado para fazer as pessoas pensarem pelos mesmos parâmetros – aqueles impostos pela sociedade e cultura dominantes.
Estudantes são desencorajados a se desviarem de pensar livremente fora dos parâmetros. Eles apenas precisam seguir o currículo que os leva para os testes, para as instituições mais conceituadas e eventualmente se tornarão parte da força de trabalho. Ainda assim a criatividade é seu direito nato. Eles apenas ensinaram a você como desaprender isto sem você nem mesmo perceber.

2) Cuidado com o Pensamento de Grupo e a Moral do Rebanho

Pensamento de grupo é o inimigo silencioso do livre pensamento quando inconscientemente seguimos o ritmo da multidão. Quando a multidão grita, nos sentimos compelidos a gritar também. Quando a multidão entra em pânico, nós também entramos em pânico. Emoções, sentimentos e ideias podem ser muito contagiosos. Assim também são os pensamentos. É bem fácil seguir uma linha de pensamento dos seus pares e daqueles com autoridade. No entanto, quando nos tornamos sedados com o pensamento de grupo, nós perdemos o poder de clamar pela autenticidade da nossa mente.
A parte de pensar, nós julgamos as pessoas como sendo certas ou erradas seguindo a moral do rebanho. Nós sucumbimos a sentir a moral do resto do rebanho sobre um assunto. Moral é uma ideia filosófica muito passível de debate mas o resumo disto é que a moral do rebanho limita o nosso potencial de sermos indivíduos de mentes livres e responsáveis.


Lembre-se, se você está num grupo pequeno e focado de pessoas com o mesmo tipo de mentalidade, seus pensamentos se tornam focados. Pensamento de grupo PODE ser uma coisa boa, é apenas quando ele é inconsciente e mal direcionado que causa problemas.
3) Perspectiva é a chave
O livre pensador sabe do poder da perspectiva. A perspectiva muda tudo. O que sentimos ou pensamos sobre algo pode se dissolver ou mudar para o outro lado apenas pela mudança de perspectiva. Mesmo os pontos de vista e crenças mais fortes podem mudar quando uma nova perspectiva é alcançada. O que parece ser uma perda pode ser enxergada como oportunidade apenas por mudar a perspectiva. Adversidade pode se tornar uma oportunidade de aprendizado; problemas podem se tornar uma solução; o que é falha por uma perspectiva pode ser vista como uma plataforma de lançamento para o sucesso por outra perspectiva.

Quando você pensa livremente você sabe que existe mais do que uma perspectiva para uma situação. Você apenas precisa ver as coisas por um ângulo diferente. Eu gosto de usar a analogia de como se estivéssemos olhando para um vão interno de um edifício. Todos nós somos janelas num edifício circular olhando para um vão interno. A perspectiva da minha janela é diferente das dos outros. Portanto, se eu quero ter uma imagem melhor do vão interno da vida eu preciso olhar através de outras janelas.
4) O conhecimento é provisório
Estruturas conservadoras, autoritárias, religiosas ou institucionais resistem à mudanças porque sua visão de mundo se apoia na premissa de que seu conhecimento é absoluto. Mesmo a Ciência pode e caiu nesta armadilha por vezes. Portanto o livre pensador tem certeza de apenas uma coisa – o conhecimento é provisório. O que pensamos saber hoje pode ser desbancado ou dramaticamente modificado pelo que saberemos amanhã. Livres pensadores fogem de indivíduos ou organizações que clamam saber algo ou pior, que sabem de tudo. Eles estão muito conscientes de que nós não temos a mínima pista de tudo apesar dos grandes pulos adiante sobre o mundo, a vida e o Universo em amplitude.

5) Estoure a bolha do tempo

Livres pensadores, especialmente visionários e pioneiros estouram a bolha do tempo. Isto significa que eles reconhecem que nós vemos o mundo através da narrativa dos nossos tempos. A narrativa muda através das décadas e séculos apesar de estarmos fechados em uma bolha de tempo que nos limita a ver o mundo apenas com a narrativa dos nossos tempos. 

Os grandes inovadores, os futuristas, os visionários e os pensadores viram além desta narrativa. Eles estouraram a bolha do tempo e viram além de seu tempo.

6) Desafie as pressões das instituições
A sociedade joga com duas forças maiores. Uma é o controle transmitido hierarquicamente de cima para baixo através das instituições. A outra é a força da mudança, da novidade e inovação as quais são instituídas de baixo para cima através de indivíduos e lentamente aceitas e adotadas pelas estruturas sociais maiores. Uma ideia excêntrica inovadora de um livre pensador nas margens da sociedade pode ser aceita por algumas pessoas de influência e podem se espalhar viralmente através da mídia massificada até que se torne a regra. Tudo bem, isto é uma maneira simplista de explicar mas é o suficiente para mostrar a mecânica básica das mudanças sociais.

Livres pensadores são aqueles indivíduos que estão nas margens da sociedade inventando novas ideias chocantes. Eles se recusam a sucumbir a pressões de instituições de uniformidade e controle. As forças institucionais de cima para baixo estão ali para principalmente preservar o status quo, a estabilidade do sistema social e sua identidade e portanto elas resistem à novidade e à mudança. O poder do livre pensador por outro lado se baseia na constante de desafiar estas pressões institucionais de cumprir as regras e normas aceitas da sociedade.
7) As percepções são para serem alteradas e não aceitas
Uma outra ferramenta ponderosa da caixa do livre pensador é a percepção, ou melhor, sua capacidade de se deslocar e mudar. Filósofos tem debatido a natureza da percepção por eras. Existem alguns que argumentam que a percepção nos dá uma visão confiável da nossa realidade como um todo vista de fora e outros argumentam que a percepção é muito influenciada e formada por nossas crenças e conhecimentos. Um exemplo clássico é a percepção das cores. As cores são apenas denominadas através de nomes convencionais. O que pode parecer simplesmente branco para alguns é apenas um tom de branco numa grande variedade de tons de branco para um esquimó Inuit que praticamente vive num mundo branco. Eles podem diferenciar entre uma enorme paleta de brancos e podem ter palavras para descrever estes tons. A percepção deles é diferente e a realidade deles também é diferente.

Livres pensadores são indivíduos que compreendem o quanto a percepção é formada e limitada pela nossa visão consensual de mundo. E no entanto na realidade a percepção não precisa ser fixa; ela pode ser alterada e mudada. Não é surpreendente que muitos livres pensadores se dirigem a antigas tradições que tem estudado e alterado a percepção por milênios seja por práticas disciplinadas ou enteógenos. Livres pensadores famosos como Timothy O´Leary, Terence McKenna e Ram Dass são lembrados.

Este artigo foi escrito por Gilbert Ross, do site Soul Hiker.

FONTE: The 7 Traits of a Free Thinker (Spirit Science)

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Anjos Encarnados

Anjos Encarnados



Anjos encarnados nada mais são do que seres humanos que estão no processo de ascensão, no processo de abertura dos chacras. 


Os feixes de luz emanados desta parte do espírito faz com que estes tenham a aparência de asas no mundo espiritual. O cauduceu de Hermes junta os chacras e a asa no final seriam estes feixes de luz.


Os anjos encarnados podem ser anjos místicos, anjos paladinos, elementais anjos... Basta já estarem no caminho da ascensão e de ajudar ao próximo que merecem esta designação. Os anjos encarnados possuem o chacra cardíaco sempre muito desenvolvido.

As asas são esta energia que dá impulso para que a pessoa chegue ao Divino, ao Eu Superior. A auréola seria o chacra coronário aberto, ligado ao Eu Superior.

LINKS RELACIONADOS

Anjos Paladinos

Anjos Paladinos


Anjos paladinos ("Knight Paladins") são aqueles anjos encarnados que já foram sábios místicos (sacerdotes, magos, xamãs) em outras vidas ou então foram cavaleiros, guardiões de templos e reis.



Eles possuem a energia do Arcanjo Miguel, de guerreiro.



Quando estão encarnados, eles entram muitas vezes nas forças armadas e nos bombeiros. São os bons policiais, os bons militares e os bombeiros. Eles acreditam na ordem e nas hierarquias. Vão questionar servir um estado insano como as ordens de bater nos professores em greve. Eles não são agentes Smith.


Eles são educados e estão sempre em alerta para proteger e lutar pela justiça verdadeira. Possuem um senso de ética muito forte.



No Oriente, são os samurais antigos e os monges Shaolin e aqueles que se interessam por artes marciais (porém sem truculência, com filosofia e código de honra como o Bushido, dos samurais).


Clique aqui para ver mais imagens sobre o treinamento dos monges Shaolin.

Eles dão ótimos advogados e lutadores em causas como o meio-ambiente ou qualquer causa que necessite de alguma luta. 



Para nossa segurança no combate ao fogo:


LINKS RELACIONADOS:

Você é um anjo encarnado?
Anjos Encarnados

quarta-feira, 3 de junho de 2015

Crianças das Estrelas

Crianças das Estrelas


Quem são as crianças das estrelas? Seriam meramente aqueles que vieram de outros planetas?

O conceito de transmigração planetária do Espiritismo de Kardec fala sobre as diversas moradas dos seres humanos no universo. Este conhecimento de que reencarnamos em diversos mundos já estava presente no hinduísmo, na Gita. Chico Xavier psicografou um livro, "A Caminho da Luz" que fala especificamente da população de Capela. Edgard Armond escreveu um livro inspirado neste, que seria "Os Exilados de Capela".

A princípio, todos nós viemos de outros mundos e passamos por vários mundos. Nosso espírito sendo eterno nasce e renasce e tem um passado de pertencer à Fonte Criadora mas para aumentar o nível de consciência resolve encarnar em mundos e diferentes dimensões.

As crianças das estrelas no entanto não apresentam vidas neste planeta previamente ou então tiveram poucas vidas neste planeta. Estas podem se recordar espontaneamente ou então quando vão fazer regressão a vidas passadas relatam vidas muito recentes ou mesmo somente vidas em outros planetas.

No entanto, estas crianças das estrelas não são como os capelinos (os que ainda não se regeneraram e se recusam a fazê-lo podem ser reptilianos de Capela). Eles já vem com um nível de consciência inclusive moral mais desenvolvida do que as pessoas que estão aqui. Vieram de diversas partes deste universo, inclusive de outras galáxias. Muitos relatam vir de Sirius, Órion, Pleiades, Arcturus, Vega, Andrômeda. Já ouvi relatos de povos de 400 estrelas.

Dolores Cannon era uma terapeuta de regressão de vidas passadas que faleceu em 2014 e publicou um livro, "Keepers of the Garden" ("Os Guardiões do Jardim") no ano de 1993 que fala sobre os relatos de seu primeiro paciente que relatou em suas vidas passadas sobre vida em outros planetas.

Ela também publicou outro livro sobre as três ondas de trabalhadores da luz que vieram a este planeta, de acordo com os relatos de seus pacientes. Aqui está uma entrevista com Dolores Cannon sobre este livro:

Voluntários Que Vieram ao Planeta Terra

Há casos mais conhecidos já divulgados, como o de Boriska, o menino que disse que veio de Marte.


E Matías Gustavo de Stefano que se recorda de vidas passadas em outros planetas, no entanto ele já está faz tempo na Terra, tanto que já reencarnou na Atlântida e Lemúria. Ele consegue recordar o Sayonico, uma linguagem de outro mundo. Veja mais em Matias Gustavo de Stefano: Um índigo se recorda de tudo.

A série "Alienígenas do Passado" fez um episódio sobre as crianças das estrelas, que teriam vindo de outros planetas para a Terra e teriam conhecimentos muito maiores do que os terráqueos.



Existem algumas tendências ou armadilhas que as crianças das estrelas podem apresentar. Alguns quando sabem que não são daqui muitas vezes nas épocas mais difíceis tem vontade de voltar para seu planeta natal. É muito importante vigiar tendências suicidas em algumas destas pessoas, é o desafio que elas tem que enfrentar enquanto encarnados na terceira dimensão. Precisam entender que estão aqui para cumprir suas missões em prol da humanidade. Muitos não se casam e não constituem família porque não querem se apegar a este planeta e querem voltar para seu mundo. No entanto, a vibração e o curso da história já foi bastante modificado para o lado positivo e muitos que eram guerreiros da luz já estão relaxando e estão constituindo família. Alguns vem com diversidade de gênero por não precisarem criar vínculos com este planeta.

Dentre as crianças da nova era, as crianças das estrelas gostam muito de tecnologia avançada e muitas vezes trazem esta tecnologia para a Terra. 

Muitas vezes estão mais ligados a uma dimensão diferente das naves espaciais (que podem ser merkabas dimensionais) e saem em espírito para visitar seu mundo natal e sabem sobre portais dimensionais no espaço.

Aqui estão questionários para você saber se é uma criança das estrelas:


LINKS RELACIONADOS


sexta-feira, 1 de maio de 2015

Descubra o Seu Propósito Divino Respondendo 15 Perguntas

Descubra o Seu Propósito Divino Respondendo 15 Perguntas


Você veio para cá por algum motivo não é mesmo?
Você sente isto no fundo do seu ser.
Sua vida é inconcebivelmente significativa. Você chegou na Terra por um propósito. O propósito você precisa descobrir (e criar) por você mesmo. É um questionamento épico que vem desde o berço à cova e é o que faz a vida valer a pena.
Existe um anseio profundo de todos por definir um senso de propósito. Quando as pessoas sabem o que é, isto se torna uma força que ninguém consegue parar. Absolutamente nada pode ficar entre eles e a manifestação de seu destino. 
Como você descobre qual o seu propósito divino? Eu posso te dizer exatamente como, e é incrivelmente diferente de pessoa para pessoa, mas posso fornecer para você as ferramentas para você se guiar ao longo da sua jornada. E seu propósito não é estático. Ele pode mudar e evoluir ao longo do curso da sua vida. Heráclito acertou na mosca quando disse "Nenhum homem pisa num mesmo rio duas vezes, pois não é o mesmo rio e não é o mesmo homem."
Peça... E receberá...



Aqui estão as 15 perguntas para se fazer, as quais te levarão na direção do seu propósito divino:
1. O que me dá energia?


Atividades que se alinham ao seu propósito divino vão te energizar. Por outro lado, atividades que não ressoam com a sua essência vão drenar você. Fique atento e use seu nível energético como guia.

2. O que me entusiasma?



Esta pergunta é melhor do que a morna "Por o que você é apaixonado?". Entusiasmo é facilmente discernível para todo mundo. O que é engraçado é que você descobre o que te deixa apaixonado simplesmente por estar ciente do que te entusiasma. 
“A pergunta que você não deve fazer é "O que eu quero?" ou "Quais são os meus objetivos?" mas sim "O que me entusiasma?" – Tim Ferriss

 

3. Que idéias vem para mim no chuveiro?


O chuveiro (banho) é provavelmente a parte mais relaxante do nosso dia-a-dia. A inspiração aparece quando você está relaxado, pois é quando você está mais receptivo. Portanto, fique atento a que tipo de inspiração que aparece quando você está se refrescando e se limpando.
4. Que tipo de coisas as pessoas me perguntam?


Que tipo de conselho as outras pessoas querem de você? Este é um indicativo do valor que você pode potencialmente prover o mundo em grande proporção.
5. Que tipo de conversa eu tenho com as pessoas mais próximas minhas?


Quais assuntos você mergulha com as pessoas que você ama? Quais informações você compartilha com as pessoas com as quais você mais se importa? Sobre o que você fala quando está sendo você mesmo?
6. O que  eu faço no meu tempo livre?


Ações ditam onde as prioridades estão.
7. Quais os tópicos sobre os quais eu mais leio regularmente? 


É uma maneira óbvia de clarear e te mostrar quais são os seus maiores interesses.

8. Que sonhos recorrentes eu tenho?


Os temas dos seus sonhos revelam muito sobre o seu subconsciente. Procure sobre o significado dos sonhos para ter uma melhor noção sobre a sabedoria esotérica presente ali. 
9. Durante que experiências da minha vida eu me senti mais vivo?


É uma diferente abordagem sobre seguir o que te entusiasma.
10. Quais interesses únicos ou habilidades que eu tinha quando era criança?


Se sua memória está confusa, pergunte para seus pais para ter mais clareza. Esta pergunta revelará muito sobre suas habilidades inerentes e seus interesses antes de ser condicionado pela sociedade.
11. E se o dinheiro não fosse obstáculo para o que você quer fazer?

Para legendas, clique no retângulo do lado do círculo no canto direito do vídeo.

12. O que eu estaria fazendo se eu absolutamente, em 100% de mim, não me importasse com o que as outras pessoas pensam?


Como a pergunta sobre o dinheiro, é importante perguntar-se o que você faria se não houvesse limitações. Se você fosse completamente livre, o que você faria?

13. O que está na sua lista do que fazer antes de morrer?

O que é mais importante para você? Que coisas, quando alcançadas, criarão uma sensação de preenchimento em você? Estas coisas certamente vão guiar você na direção de seu propósito divino.
14. Quais os tópicos que posso misturar para criar meu lugar único no mundo?


Como você pode misturar assuntos diferentes e criar um mosaico único na sua vida? Um grande exemplo disto é o que James Altucher utilizou como ser alguém que ama basquete e estatística. Se eles não conseguirem entrar na NBA (que será a grande maioria das pessoas), eles podem misturar seus interesses de basquete e estatística para criar seu próprio amálgama de maestria. 
15. Se eu fosse escrever uma frase pequena (1-2 palavras) "Sobre mim", descrevendo a versão ideal de mim mesmo, qual seria esta?



Tenho perguntado isto repetidamente por um tempo recentemente. O que estas frases tem me revelado até agora? Bem, todos os sinais apontam para escrever e poesia como a maior parte do meu propósito divino (por este capítulo da minha vida pelo menos). Por que? Porque sou fascinado pelas manobras intrincadas da língua inglesa. Eu também tenho uma obsessão doentia por hip-hop super lírico e um desejo ardente de ler todos os livros do mundo como se eles pertencessem à Livraria de Alexandria. E mais, o ato de escrever me entusiasma. É por isto que consigo praticar todos os dias e criar novas ideias e catalizar melhoramentos contínuos. Combine isto com meu vasto campo de interesses adicionais (saúde, exercícios físicos, espiritualidade, meditação, filosofia, psicologia, auto-melhoramento, história, criar maneiras de acelerar o trabalho no computador, trilhas, viagens e cozinhar para citar alguns) e ter uma pilha assustadora de material cru para destilar em poesia digerível e prosa. Eu percebi que tudo o que eu gosto que me "absorve" contribui para minha habilidade de escrever. Então é por isto que faço o que faço. 
Pergunte consistentemente sobre estas perguntas reveladoras e você descobrirá seu propósito divino assim como te ajudará a torná-lo realidade.
Com mais poder que sua mente medite
Você veio aqui por uma razão
Você é um curador, acredite
A Terra chama por uma nova estação
Incorpore esta era milagrosa
Crie uma página maravilhosa 
No livro da vida e do amor
Flutue leve sobre a dor 
Pois sua luz é essencial
Por favor, conecte-se com seu verdadeiro potencial

Divirta-se na sua busca chamada vida.