sexta-feira, 10 de julho de 2015

As 7 Características de Um Livre Pensador

As 7 Características de Um Livre Pensador

Todos nós temos um grau de admiração pelos pensadores inovadores que estiveram adiante de seu tempo ou por aqueles indivíduos de espírito livre que tiveram a coragem, a vontade e a visão de falar o que pensavam apesar de arriscarem serem rotulados como não conformistas e serem marginalizados pela sociedade.

Bem, a verdade é os livres pensadores não enxergam isto como ameaça. Na verdade é esta maneira de pensar que os faz ser o que são. Livres pensadores respiram e prosperam nas margens da sociedade onde a estrutura e o caos fazem fronteira. Se você quiser ser um livre pensador, abrace o caos, a inovação, a mudança que quebra paradigmas e o não conformismo. Livres pensadores vivem nos limites de um colapso social. Eles vivem no limite, longe da normalidade anestesiante e do controle institucionalizado.
Eles não estão presos pelas paredes rígidas da visão mundial dominante. Eles não tem medo da mudança, da pobreza ou da conspiração. Se você quer libertar o seu modo de pensar e se tornar um agente da mudança e da inovação, existem algumas coisas que você precisa reconhecer e entender.


1) Criatividade é o seu direito nato

Nós estereotipamos os livres pensadores como artistas boêmios que são diferentes do resto de nós. Isto é muito falso. Todos nós nascemos com o dom da criatividade. A educação, ou melhor, o sistema educacional retirou com sucesso de nós esta nossa condição natural. O sistema educacional nos moldou a sermos imagens mecânicas e reducionistas da humanidade – como dentes das engrenagens. 

O sistema educacional é desenhado para fazer as pessoas pensarem pelos mesmos parâmetros – aqueles impostos pela sociedade e cultura dominantes.
Estudantes são desencorajados a se desviarem de pensar livremente fora dos parâmetros. Eles apenas precisam seguir o currículo que os leva para os testes, para as instituições mais conceituadas e eventualmente se tornarão parte da força de trabalho. Ainda assim a criatividade é seu direito nato. Eles apenas ensinaram a você como desaprender isto sem você nem mesmo perceber.

2) Cuidado com o Pensamento de Grupo e a Moral do Rebanho

Pensamento de grupo é o inimigo silencioso do livre pensamento quando inconscientemente seguimos o ritmo da multidão. Quando a multidão grita, nos sentimos compelidos a gritar também. Quando a multidão entra em pânico, nós também entramos em pânico. Emoções, sentimentos e ideias podem ser muito contagiosos. Assim também são os pensamentos. É bem fácil seguir uma linha de pensamento dos seus pares e daqueles com autoridade. No entanto, quando nos tornamos sedados com o pensamento de grupo, nós perdemos o poder de clamar pela autenticidade da nossa mente.
A parte de pensar, nós julgamos as pessoas como sendo certas ou erradas seguindo a moral do rebanho. Nós sucumbimos a sentir a moral do resto do rebanho sobre um assunto. Moral é uma ideia filosófica muito passível de debate mas o resumo disto é que a moral do rebanho limita o nosso potencial de sermos indivíduos de mentes livres e responsáveis.


Lembre-se, se você está num grupo pequeno e focado de pessoas com o mesmo tipo de mentalidade, seus pensamentos se tornam focados. Pensamento de grupo PODE ser uma coisa boa, é apenas quando ele é inconsciente e mal direcionado que causa problemas.
3) Perspectiva é a chave
O livre pensador sabe do poder da perspectiva. A perspectiva muda tudo. O que sentimos ou pensamos sobre algo pode se dissolver ou mudar para o outro lado apenas pela mudança de perspectiva. Mesmo os pontos de vista e crenças mais fortes podem mudar quando uma nova perspectiva é alcançada. O que parece ser uma perda pode ser enxergada como oportunidade apenas por mudar a perspectiva. Adversidade pode se tornar uma oportunidade de aprendizado; problemas podem se tornar uma solução; o que é falha por uma perspectiva pode ser vista como uma plataforma de lançamento para o sucesso por outra perspectiva.

Quando você pensa livremente você sabe que existe mais do que uma perspectiva para uma situação. Você apenas precisa ver as coisas por um ângulo diferente. Eu gosto de usar a analogia de como se estivéssemos olhando para um vão interno de um edifício. Todos nós somos janelas num edifício circular olhando para um vão interno. A perspectiva da minha janela é diferente das dos outros. Portanto, se eu quero ter uma imagem melhor do vão interno da vida eu preciso olhar através de outras janelas.
4) O conhecimento é provisório
Estruturas conservadoras, autoritárias, religiosas ou institucionais resistem à mudanças porque sua visão de mundo se apoia na premissa de que seu conhecimento é absoluto. Mesmo a Ciência pode e caiu nesta armadilha por vezes. Portanto o livre pensador tem certeza de apenas uma coisa – o conhecimento é provisório. O que pensamos saber hoje pode ser desbancado ou dramaticamente modificado pelo que saberemos amanhã. Livres pensadores fogem de indivíduos ou organizações que clamam saber algo ou pior, que sabem de tudo. Eles estão muito conscientes de que nós não temos a mínima pista de tudo apesar dos grandes pulos adiante sobre o mundo, a vida e o Universo em amplitude.

5) Estoure a bolha do tempo

Livres pensadores, especialmente visionários e pioneiros estouram a bolha do tempo. Isto significa que eles reconhecem que nós vemos o mundo através da narrativa dos nossos tempos. A narrativa muda através das décadas e séculos apesar de estarmos fechados em uma bolha de tempo que nos limita a ver o mundo apenas com a narrativa dos nossos tempos. 

Os grandes inovadores, os futuristas, os visionários e os pensadores viram além desta narrativa. Eles estouraram a bolha do tempo e viram além de seu tempo.

6) Desafie as pressões das instituições
A sociedade joga com duas forças maiores. Uma é o controle transmitido hierarquicamente de cima para baixo através das instituições. A outra é a força da mudança, da novidade e inovação as quais são instituídas de baixo para cima através de indivíduos e lentamente aceitas e adotadas pelas estruturas sociais maiores. Uma ideia excêntrica inovadora de um livre pensador nas margens da sociedade pode ser aceita por algumas pessoas de influência e podem se espalhar viralmente através da mídia massificada até que se torne a regra. Tudo bem, isto é uma maneira simplista de explicar mas é o suficiente para mostrar a mecânica básica das mudanças sociais.

Livres pensadores são aqueles indivíduos que estão nas margens da sociedade inventando novas ideias chocantes. Eles se recusam a sucumbir a pressões de instituições de uniformidade e controle. As forças institucionais de cima para baixo estão ali para principalmente preservar o status quo, a estabilidade do sistema social e sua identidade e portanto elas resistem à novidade e à mudança. O poder do livre pensador por outro lado se baseia na constante de desafiar estas pressões institucionais de cumprir as regras e normas aceitas da sociedade.
7) As percepções são para serem alteradas e não aceitas
Uma outra ferramenta ponderosa da caixa do livre pensador é a percepção, ou melhor, sua capacidade de se deslocar e mudar. Filósofos tem debatido a natureza da percepção por eras. Existem alguns que argumentam que a percepção nos dá uma visão confiável da nossa realidade como um todo vista de fora e outros argumentam que a percepção é muito influenciada e formada por nossas crenças e conhecimentos. Um exemplo clássico é a percepção das cores. As cores são apenas denominadas através de nomes convencionais. O que pode parecer simplesmente branco para alguns é apenas um tom de branco numa grande variedade de tons de branco para um esquimó Inuit que praticamente vive num mundo branco. Eles podem diferenciar entre uma enorme paleta de brancos e podem ter palavras para descrever estes tons. A percepção deles é diferente e a realidade deles também é diferente.

Livres pensadores são indivíduos que compreendem o quanto a percepção é formada e limitada pela nossa visão consensual de mundo. E no entanto na realidade a percepção não precisa ser fixa; ela pode ser alterada e mudada. Não é surpreendente que muitos livres pensadores se dirigem a antigas tradições que tem estudado e alterado a percepção por milênios seja por práticas disciplinadas ou enteógenos. Livres pensadores famosos como Timothy O´Leary, Terence McKenna e Ram Dass são lembrados.

Este artigo foi escrito por Gilbert Ross, do site Soul Hiker.

FONTE: The 7 Traits of a Free Thinker (Spirit Science)

Nenhum comentário:

Postar um comentário