quarta-feira, 14 de maio de 2014

Paradigmas e Paradoxos da Transição Planetária

Paradigmas e Paradoxos da Transição Planetária

Nós estamos passando pelo momento da Transição Planetária. Um momento de mudanças profundas na humanidade. São inúmeros os velhos paradigmas que precisam ser substituídos por novos paradigmas.


O mundo realmente está com muita coisa errada. Tem horas que ninguém aguenta, dá vontade de entrar em parafuso. São políticos armando mais um esquema para roubar mais, mais notícias de assaltos nas ruas em lugares que antes eram calmos, acidentes de carro porque lugares foram mal sinalizados porque fizeram a obra às pressas para dizer que fizeram por conta destes eventos que serão no Brasil. Violência absurda, de ouvir de parentes ou amigos que foram assaltados e apanharam. Entre outras coisas que realmente fazem a gente se perguntar.

Sim, está sendo duro para todo mundo. Até para Marisa Monte. "Dizem", né, que estamos já no mundo de regeneração. Em verdade ainda falta um tempo. Como enxergar tudo isto?


No momento da mudança, muitos paradoxos são criados. Onde está a mudança que muitos dizem estar acontecendo?

Como num casulo onde a borboleta ainda não saiu, as pessoas perguntam, onde está a borboleta? Por que ela ainda não voa?


Sim, muita gente quer a mudança. Basta ver em 2013 quantas pessoas se juntaram pedindo as mudanças em diversos setores da sociedade e quanta gente se juntou pedindo mais fé. E isto é bom.

Para que as pessoas enxerguem onde está a borboleta, utilizarei paráfrases que funcionarão como um pára-brisas no vidro de um carro para que as pessoas consigam enxergar melhor o momento atual.

Paradigmas

Estamos numa época em que os velhos paradigmas estão caindo e os novos paradigmas estão surgindo. Os velhos paradigmas são baseados no medo, no bloqueio do chacra básico e no bloqueio dos outros chacras (culpa, frustrações, mágoas e perdas, mentiras, falta de visão e apego).

Na política e nas lideranças, o poder tem sido ligado a domínio de mais e mais territórios, controle perverso para acumular os bens nas mãos de poucos (para ostentar), controle das mentes das pessoas para favorecer o ego de alguns. A ética entre os governantes há muito não existe, eles não tem parâmetros e são parasitas.

Na educação, muito tem se escondido principalmente no ensino da história, ainda há uma mentalidade de controle das massas por trás deste setor. Eles não querem que a população mais pobre consiga se emancipar.

Na maternidade e paternidade e constituição de família, muita gente se casa por aparência, para cumprir um papel na sociedade, sem querer exatamente estar junto. Estas pessoas estão ainda também vinculadas a um ego competitivo e se guiam pelo que a sociedade vai dizer. Então vemos muitos casais se separando e filhos sendo jogados pelo mundo sem orientação e sem amor.

No setor energético, as formas de energias ainda poluem muito o meio-ambiente e algumas formas podem ser até fatais para a humanidade, como a energia nuclear. E já anunciaram uma guerra pelo petróleo.

Nas indústrias, a produção predatória e o consumo são bases para que o lucro seja gerado. Muitas vezes não se pensa na utilidade do produto, mas pensa-se no lucro que pode trazer.

Na tecnologia, ainda há muito consumo desenfreado de recursos naturais para conseguir fazer algumas coisas, muita parafernália produzida e jogada fora rapidamente.

Nos valores da sociedade, as pessoas pensam ainda em competir, em ostentar (para dizer que tem mais, para ser o melhor ou o maior).

Paradoxos

Então... Estamos nos perguntando por que tudo isto não melhorou, apenas parece que piorou. Vemos o aumento da violência, o declínio das artes. Em todos os setores, o que está acontecendo?

Na política e nas lideranças, talvez estejamos vendo apenas o que já acontecia antes em termos de corrupção e de manipulação. Tudo isto já existia, mas certamente as pessoas não estão mais tolerando. Apenas abrimos os olhos para ver que o país não é pobre, nunca foi.

Na educação, ao menos as pessoas se expressaram em defesa dos professores que foram covardemente reprimidos em reivindicação mais do que justa. Há um aumento muito grande na questão de TDAH, são tantas crianças diagnosticadas com déficit de atenção e hiperatividade que certos colégios já tem turmas separadas e dá-lhe ritalina.

Na maternidade e paternidade e constituição de família, as pessoas parecem estar perdendo tudo, estes pais que largam os filhos e nem querem saber ou então aqueles que tem enteados, alguns chegam a cometer crimes absurdos. Há uma crise de comunicação, de atenção, de interação dos pais com os filhos. Uma parte dos pais saem para trabalhar muito para conseguir dar um pouco mais de conforto para seus filhos. Outros simplesmente não querem nem saber mesmo.

Na agricultura, estão utilizando tanto agrotóxico para produzir mais e ainda tem a questão da Monsanto. Além das confusões que estão fazendo com o leite, todos os produtos da agroindústria. Mas estamos tendo mais consciência quanto aos refrigerantes, a todas estas bebidas industrializadas. Há a obesidade que é a doença do excesso. O problema todo agora é o excesso da competitividade, do consumo.

Na tecnologia, produz-se tantos celulares, tantas novidades, porém a quantidade de lixo de celulares "mortos" todos os anos simplesmente porque as pessoas podem trocar por um modelo pelo plano e por tantos motivos fúteis, é algo assustador. O que vamos fazer com tanto lixo eletrônico?

Nos valores da sociedade, parece que as pessoas estão pensando só em ostentação, em ter cada vez mais, em pensar apenas na aparência física. Nas artes, isto se reflete pelas músicas, que absurdamente tem o nome de "Ostentação", que falam apenas nas riquezas que o rapper conseguiu. As pessoas procuram apenas fama e não pensam em fazer algo para direcionar a sociedade.

Vou deixar a sugestão de pesquisa e reflexão, trazer a informação da existência de Espíritos que estão vindo agora que já estão aqui na Terra mesmo e não vieram de fora agora, que estão reencarnando pela última vez que certamente não são índigos. Eles vieram de fora já há muito tempo atrás. O aumento da violência veio por conta destes espíritos que estão voltando. Isto já era previsto. Imagine que a Terra está passando por um momento de grande limpeza. Ramatís em um dos livros dele que fala sobre a Transição Planetária diz que todos os espíritos que reencarnaram na Terra que ainda não ascenderam voltariam. Pois é. Isto inclui os mais violentos, os mais complicados, os mais difíceis. Imagine os piores líderes mundiais voltando, os piores carrascos, os piores criminosos. Não disseram que no final dos tempos os mortos voltariam?

Estas pessoas que também estão vindo agora e já faz um tempo em maior número (e por isto este decaimento e esta confusão toda), não se importam com os outros, não se envolvem com as pessoas, tem uma afetividade embotada, pobre, não tem senso de ética e nem de justiça. Estes são todos estes espíritos que já estavam aqui faz tempo e que levariam este planeta à destruição, às guerras atômicas. Ah, eles tem espírito de liderança? Alguns tem sim. Mas não são índigos. Alguns se denominam "índigos luciferianos ou arianos", mas saibam que isto aí não existe. Isto é papo de certos híbridos de outras populações das estrelas que vieram causar confusão aqui, incluindo alguns capelinos que não se regeneraram. Estes são altamente competitivos e querem sempre estar na frente custe o que custar. Estas pessoas vão reencarnar agora em outros mundos. Estes são os luciferianos e reptilianos.

Mais sobre a reflexão da competição, do medo: A Queda: Competição, Medo e Velhos Paradigmas

Índigos são mais pacíficos, mas tem raiva sim e explodem só que geralmente é contra injustiças, não são rebeldes contra todas as autoridades, são rebeldes contra o sistema errado e injusto. Índigos são amorosos e afetuosos, se envolvem profundamente com as pessoas e tem senso de ética e justiça muito apurados. E geralmente nós não nos damos com estes outros espíritos já citados, geralmente eles vem para sabotar as nossas missões. E é por conta deles que não gostamos de nos identificarmos. No começo, quando comecei este blog, eu nem queria tocar em assuntos de conspiração e nem falar do nome deles por conta disto.

Vamos pensar. Se todos estes espíritos estão vindo agora também, imagine se não existissem os trabalhadores da luz, os avatares, entre outros, onde estaríamos agora?

Podia ser bem pior. As profecias falavam de períodos anteriores de tudo acontecer desta forma, do holocausto atômico. Falavam de 1984, depois de 2000, 2007, 2012... E nada aconteceu. Podia acontecer, mas não aconteceu.

Então existem outros tipos de espíritos que estão vindo faz um tempo. Pensem nas diferenças. Pensem em tantos médiuns, em tantos espíritos que vieram em missão.

Outras coisas aconteceram. Desde os anos 60, muita coisa aconteceu. A geração que era jovem nos anos 60 começou o processo e eles sofreram muito. Muitos ali eram índigos. Eram daquela geração linda da qual eu sou fã de carteirinha.

Podemos pensar no que já está acontecendo e no que podemos fazer.

Na política e nas lideranças, os que querem a mudança já se juntaram. Não estamos sozinhos. Agora é cada um se melhorar e fazer o que é justo nas nossas próprias vidas, no nosso trabalho, na nossa família. Agora é produzirmos os líderes do futuro. Médiuns já viram que das multidões que se manifestaram, vão surgir os futuros presidentes deste país.

Na educação, vamos nos unir com os professores e ajudá-los nesta tarefa difícil. Não é fácil para os médicos contrariarem os pais que querem dar ritalina para os filhos, mas existem psiquiatras mais espiritualizados que podem orientar. As novas crianças precisam de métodos novos de ensino e este trabalho está sendo feito por Matías Gustavo de Stefano.

Na maternidade e paternidade e constituição de família, precisamos de mais autenticidade nas pessoas e não de autômatos que querem apenas se casar. Vamos movimentar a questão das almas gêmeas e da felicidade conjugal!!!! Vamos pensar em diminuir a necessidade material, para que os pais não precisem trabalhar tanto para fazer a festa na casa de festas (isto é status) de mais de 5 mil reais, ao invés de ter mais tempo para ficar com os filhos e dar mais atenção. Existe o conceito de "Slow parenting", que seria diminuir o ritmo das atividades das crianças, dar mais tempo para elas brincarem, dar mais atenção. Parar de pensar em filhos como propriedades para mostrar para a sociedade.

No setor energético, os acidentes trágicos estão resultando em movimentos de acabar com as usinas nucleares, como o que aconteceu na Alemanha. O melhor é se informar sobre energia livre e começar a produzir. Já vi diversos artigos de jovens que já conseguiram isto, agora é encontrar gente que consiga juntar estas ideias e viabilizar. Mas estas coisas tem que ser feitas em silêncio.

Na agricultura, na Europa há movimentos de consumo maior de orgânicos e de produtos locais, dos produtores pequenos, mas das cidades vizinhas. Dá para começar a aprender a plantar em casa. Há movimentos lá fora que falam nisto.

Na tecnologia, podemos também adotar a conduta "slow". Diminuir o ritmo, ver o que é útil mesmo, para diminuir a produção de lixo eletrônico.

Nos valores da sociedade, vamos pensar mais em cooperação, em juntar as pessoas, em ajudar, em restringir as necessidades materiais, ter mais contato e conexão com a natureza e com as outras pessoas, mas no sentido de amor mesmo. E vamos pensar nos artistas que não precisem de drogas e bebida para conseguirem produzir, se auto-destruindo.

Paralelos

Algumas pessoas falam na existência de universos paralelos. Quem sabe no universo paralelo, eu ou você não estamos no lado negro da força? Portanto, se nos deparamos com pessoas que estão no lado negro da força, devemos ter compaixão com eles, por piores que sejam. É difícil. Tem horas que não dá vontade. É melhor deixar eles passarem por nós e eles mesmos se retirarem pelas vibrações.

Parabéns

O processo de mudança (e isto é uma diretriz que tenho visto que todos nós trabalhadores da luz estamos recebendo) é de pessoa para pessoa, indivíduo para indivíduo que esteja disposto a se modificar. Você é que tem que se modificar. Cada pessoa tem que ir lá no fundo e se enxergar. O processo é este aqui:


Uma pessoa em cada casulo, em processo de mudança. Cada pessoa tem que fazer a sua parte. E é o processo da massa crítica. Uma porcentagem de pessoas dentro da população mundial, que vai crescendo. É o que esperamos que aconteça. Que cada vez mais as pessoas acessem o seu próprio Divino dentro de si. Sendo índigos ou não. Estas capacidades são de TODA A HUMANIDADE e não só das novas gerações.



Os paradigmas já estão apresentados. Ainda assim, tudo o que é colocado aqui tem que ser experimentado, testado, provado. Cada um precisa começar a pensar por si. Questionar, não simplesmente seguir. As pessoas precisam criar as soluções. Cada um pensando e tentando. É uma mudança interna e também de pensarmos em soluções para o mundo, acessando a Consciência Crística. Veja este artigo: Os 12 Chacras e a Cura Emocional . Depois de ir para a Consciência Crística, ver as novas leis que vão reger esta Era de Ouro: Era de Cristal .

Para facilitar este processo, peçam auxílio, sim, para a limpeza da Terra todos os dias e guarnição para o Arcanjo Miguel e para São Jorge. Peçam que eles limpem o ambiente de espíritos caídos e os levem para a luz divina. É um pedido que meus guias fizeram e coloco a explicação mais detalhada aqui: Como Preservar a Sua Energia de Ataques e Vampiros . Outro link sobre isto: O Cérebro Reptiliano e o Ego .


Só assim, poderemos sentir que o Novo Mundo, o Mundo de Regeneração já está aqui. Tenham paciência. Até que a massa crítica seja atingida e a limpeza seja feita. Só então poderemos todos recebermos os parabéns pela missão cumprida.


Indigo Girl

Nenhum comentário:

Postar um comentário