quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Os Relógios do Sul no Sentido Horário Estariam Atrasando a Nossa Evolução?

Os Relógios do Sul no Sentido Horário Estariam Atrasando a Nossa Evolução no Sul?

Uma amiga me mandou esta matéria.

Bolívia Dá a Volta no Relógio - Os Ponteiros Giram Para a Esquerda e Os Números Estão Invertidos




O Congresso boliviano fez um novo relógio "como parte da recuperação da identidade"

A cúpula da Assembléia Legislativa Plurinacional da Bolívia, na Praça Murillo da cidade de La Paz tem um novo relógio: os ponteiros giram para a esquerda e a numeração está invertida. O motivo? "Mudar os pólos, de modo que o sul está ao norte e o norte está ao sul", segundo explicou o titular da Câmara dos Deputados, Marcelo Elio.

O chanceler boliviano, David Choquehuanca, explicou a mudança do relógio do Congresso. "Estamos no sul e como estamos em tempos de recuperarmos nossa identidade, o governo boliviano está recuperando nosso Sarawi. De acordo com nosso Sarawi, que significa caminho, de acordo com nosso Ñan, em quechua, nossos relógios deveriam girar para a esquerda", disse.

Em declarações à Agência Boliviana de Información (ABI), Choquehuanca explicou: “O relógio solar, que é um relógio natural, se vocês põem uma caneta, o sol gira assim, para a esquerda no sul e no norte o sol gira para o outro lado.”


O que é efeito Coriolis?

O chanceler boliviano fala sobre o sentido do giro do sol do relógio solar. Mas outras pessoas falam muito no efeito Coriolis ligado a outros fenômenos aqui no hemisfério sul, que apontariam para o sentido anti-horário como sendo o correto.

Este site fala bem sobre este fenômeno: O Efeito Coriolis Influencia o Feng Shui?

Segundo o efeito Coriolis (que afetaria a direção de rotação dos furacões e tufões e da água, porém em uma escala grande do tipo, no oceano e não dá para observar na pia de casa), no hemisfério sul, o sentido de rotação deveria seguir o sentido anti-horário ao invés do horário para seguir a natureza, o fluxo energético da natureza para ter mais força.

Algumas pessoas especulam se isto não seria uma das coisas que contribuem para que o hemisfério sul até hoje tenha sido sempre relegado à pobreza e ao segundo plano na  história da humanidade, pois após a colonização européia, todos passaram a utilizar relógios que girassem no sentido horário. E agora que a Kundaliní da Terra está na América do Sul, as pessoas estão buscando se conscientizar mais sobre seu papel no mundo e recuperar a identidade cultural, espiritual e a importância econômica.

Já ouvi algumas pessoas debaterem se o rito tibetano (o de girar em torno de si mesmo com os braços abertos) teria de ser feito girando para o sentido horário ou anti-horário devido ao efeito Coriolis. Isto é motivo de debates. Quem sabe se alguém conseguir perguntar ao Criador, a Deus ou à Deusa terá por fim uma resposta final?


Há também o giro dos Sufis, que seria para o sentido anti-horário. Este vídeo é do Osho sobre o giro dos Sufis.



Talvez fosse melhor ponderar sobre a direção dos giros dos dois rituais, afinal o rito tibetano fala da rotação dos chacras. O sentido dos chacras quando estão ativos por exemplo estimulam particularidades diferentes. Não seria o efeito Coriolis aqui o que importa.

No sentido horário, os chacras se fecham e impedem a perda de energia. Isto é bom para o dia a dia principalmente se você não está lidando com fazer curas energéticas, para não perder energias. No sentido anti-horário, os chacras se abrem e captam energia, sendo necessário para se fazerem diagnósticos mediúnicos pois a pessoa precisa captar a energia do ambiente e da pessoa para saber o que fazer. No entanto, neste sentido anti-horário, a pessoa perde energia. É importante depois de cada cura energética, a pessoa fazer a quebra de energia e fechar os chacras.

O rito Sufi talvez tenha uma outra explicação, senão as pessoas perderiam energia o tempo todo ao fazer a prática.

Estariam estas pessoas treinando para quando começarem a rodar em suas Merkabas???


Nenhum comentário:

Postar um comentário